Uma breve história do Big-Bang ao alvorecer da vida:Parte I

Por Amanda Bendia


Sobre o Big Bang:  a origem dos átomos e explosão de estrelas


Estima-se que o número de espécies que habitam a Terra atualmente ultrapasse 8,7 milhões. Dentro deste valor não estão incluídos os micro-organismos classificados como bactérias e arqueias, que são seres procariontes, microscópicos, compostos por uma única célula desprovida de núcleo e organelas celulares. Sabe-se que o número de espécies destes micro-organismos procariontes pode, incrivelmente, superar os estimados 8,7 milhões de habitantes eucarióticos (os eucariontes possuem uma estrutura celular mais complexa, com núcleo e organelas, e englobam todos os animais, plantas, fungos, protozoários, etc. ) do planeta. Estes imensos valores nos fazem refletir sobre como possa ter surgido tamanha e incrível diversidade ao longo da história do nosso planeta e do Universo.


Para discutirmos essa questão, precisamos voltar há 15 bilhões de anos, onde tudo que conhecemos estava aglomerado em um único ponto. Já imaginou? Todos os seres humanos (e todos os outros organismos) que já habitaram a Terra, todos os objetos que produzimos por nossa tecnologia, todas as moléculas que compõem o nosso planeta, simplesmente todos os átomos das bilhões de estrelas que já detectamos no Universo, todo o Cosmos estava reunido na singularidade. Então aconteceu a maior explosão de todos os tempos: o Big-Bang.

Figura 1 - Era uma vez há 14 bilhões de anos atrás. Da singularidade à maior explosão de todos os tempos:  o Big-Bang. Fonte

O Universo expandiu, esfriou e escureceu. Os primeiros átomos foram formados e seu acúmulo gerou grandes nuvens de poeira cósmica que dariam origem às galáxias. Dentro das galáxias a primeira geração de estrelas se formou, e em seu interior, a fusão dos átomos, que até então eram de hidrogênio, deu origem a elementos químicos mais pesados. Quando o combustível se esgotava, as estrelas explodiam e liberavam estes elementos, enriquecendo os gases estelares.

Figura 2 - A origem do nosso Sistema Solar: os ingredientes para o surgimento da vida estavam ali, na nuvem de poeira estelar. Fonte


Uma nova geração de estrelas ia reciclando estes elementos, e átomos cada vez mais pesados se formaram. O acúmulo de nuvens carregadas de poeira cósmica - as nebulosas - deu origem a sistemas planetários, como o nosso Sistema Solar. Durante a formação do planeta Terra, há aproximadamente 4,5 bilhões de anos, moléculas orgânicas compostas por carbono agregaram-se e deram origem aos ingredientes que foram essenciais para o desenvolvimento da vida.


Gostou deste assunto? Leia mais aqui!


#amandabendia #ciênciasdomar #astrobiologia #átomos #estrelas

0 visualização

RECEBA NOSSOS EMAILS

whatsapp-logo-1.png

Clique no ícone e entre no nosso Grupo do Whatsapp!

© 2019 por Bate Papo com Netuno. Criado com Wix.com por Júlia Gonçalves

  • Preto Ícone Twitter