Live: Assédio em Embarcações é real!


Em 15 de março de 2022, a mestra Michele Maia e nossa editora Catarina Marcolin, orientadora do mestrado em questão no PPGCTA (UFSB/IFBA), realizaram a Live “Assédio em Embarcações é Real” para compartilhar os resultados alcançados em nossa pesquisa sobre assédio em embarcações. Nossa pesquisa resultou da dissertação de mestrado da Michele Maia, que teve como título “Relações de Gênero nas Ciências Ambientais: Uma Análise sobre Situações de Assédio em Embarcações”. A Live foi transmitida pelo canal do YouTube e, se você perdeu, pode assistí-la no canal do YouTube do Bate-Papo com Netuno.


No primeiro momento da live, foram apresentados os resultados que demostraram que o assédio é mais prevalente entre as mulheres, principalmente as mulheres pretas, e que mulheres sofrem mais assédio sexual e múltiplos tipos de assédio. Além disso, a experiência de assédio em embarcações tem forte potencial para interferir diretamente na trajetória acadêmica e profissional, uma vez que provoca consequências físicas e psicológicas nas vítimas, inclusive com grande frequência de sintomas relatados entre os homens também. Assim, nós reforçamos que esse não é um problema exclusivo das mulheres, mas de toda a sociedade!


Também foi apresentado um guia para gestores/as que tem o intuito de orientar a elaboração de ações de prevenção e combate ao assédio em embarcações, tendo como subsídio uma cartilha online e uma ficha de avaliação de cada embarque, ambos elaborados por nós.


Em breve vocês encontrarão aqui na página do Bate-Papo com Netuno dedicada ao combate ao assédio, um link para minha dissertação, o guia para gestores/gestoras e a cartilha para compartilhar à vontade. Se você tem algum material bacana para compartilhar sobre o tema, envie pra gente, que iremos colocar na nossa página.


Vamos lutar por um mundo onde não haja tolerância ao assédio!


#NetuniandoPorAi #EmbarqueSemAssédio #MulheresnaCiências #catarinarmarcolin #Live


22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo