Década do Oceano: 10 anos para nunca mais tirarmos os olhos do mar

Atualizado: Jun 15

Por Jana del Favero

e Mariana Andrade



Em 2017 a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou que o período de 2021 a 2030 será dedicado à Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável. Naquele ano, até abordamos o assunto aqui no blog

. E agora, depois de uma longa mobilização da comunidade científica e ativistas, está chegando o momento de todo mundo falar mais sobre o oceano. Apesar de já termos passado por algumas Décadas que trouxeram o tema “água” e “biodiversidade” para a pauta, pela primeira vez teremos uma todinha dedicada para o oceano! Mas uma das principais perguntas feitas quando falamos com animação sobre a Década do Oceano é: “o que são essas Décadas declaradas pela ONU”?


A ideia de declarar uma Década dedicada a um tema surgiu na ONU nos anos 60 e, desde então, mais de 30 Décadas foram criadas sobre diversos temas: desarmamento, mulheres, combate ao racismo, educação etc (conheça todas aqui

). A escolha de um tema para um período de dez anos tem o objetivo de voltar as atenções e esforços dos países membros da ONU para uma meta em comum. Busca-se, desse modo, promover a conscientização da sociedade e possibilitar o desenvolvimento de ações coordenadas para mitigar um determinado problema, além de difundir os propósitos da ONU na sociedade.



O que será a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (também chamada de Década do Oceano)?


Durante um período de dez anos (2021 - 2030) será coordenada e promovida a ampliação da cooperação internacional em pesquisas que visam contribuir para a preservação do oceano e a gestão dos recursos naturais de zonas costeiras. As atividades da Década serão lideradas pela Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI) da UNESCO

, órgão da ONU responsável por apoiar a ciência e os serviços oceânicos globais. Notou que usamos oceano no singular ao longo do texto? Pois é, um dos objetivos da Década é que possamos entender o oceano como um só, conectado, sem deixar de considerar sua imensidão e diversidade.


Por que o Oceano precisa de uma Década? Ou melhor, por que nós precisamos de uma Década dedicada ao Oceano?


Desde o início do blog, em 2015, nos empenhamos em mostrar a importância do oceano na vida das pessoas. Ele estabiliza o clima

, armazena carbono
, produz oxigênio
, possui uma biodiversidade imensa e ainda pouco conhecida
, e fornece diversos serviços ecossistêmicos
.

Mas sabe como nós, em sociedade, temos retribuído?


Degradando-o severamente! Lixo

, óleo
, esgoto
, extração de recursos desenfreada
, são apenas alguns exemplos de como estamos sendo negligentes com a sua saúde. Precisamos urgentemente encontrar soluções, embasadas na ciência, que nos permitam compreender as mudanças que estão ocorrendo no oceano e desenvolver soluções sustentáveis.


Hoje apenas 0,04 a 4% do total de gastos com pesquisa e desenvolvimento em todo o mundo são direcionadas para a ciência oceânica. Ter uma Década de dedicação ao tema irá ajudar a mobilizar parcerias e aumentar o investimento em áreas prioritárias, estimulando o desenvolvimento da capacidade científica global e de recursos humanos para trabalhar por ela.


Não é a toa que o lema é “a ciência que precisamos para o oceano que queremos”. Nós adoramos, e você?


E o que a Década pretende alcançar?


A Década pretende mobilizar recursos e inovação tecnológica em ciência oceânica para buscar:

  • um oceano limpo: fontes de poluição identificadas

    e removidas
    ;

  • um oceano seguro: pessoas protegidas dos riscos oceânicos (ex. erosões);

  • um oceano saudável e resiliente: ecossistemas marinhos mapeados e protegidos

    ;

  • um oceano produtivo e explorado sustentavelmente: garantir benefícios e bem-estar a gerações presentes e futuras

    ;

  • um oceano previsível: compreender as condições oceânicas presentes e futuras;

  • um oceano transparente: acesso aberto a dados, informações e tecnologias. Unir diversas áreas do conhecimento para entender melhor os oceanos pode ser incrível, e já mostramos um cenário assim quando discutimos como dados de satélite ajudam a entender ovos de peixes

    !


Ambicioso, não? Por isso precisamos que todas as nações signatárias e os mais diversos atores sociais se envolvam e participem da Década. Aqui no Brasil, esse processo tem sido liderado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação

, que conta com a experiência de agentes e organizações que já estão engajados na mobilização e no desenvolvimento de ações para os próximos 10 anos.


Assim, um processo participativo e transformador está sendo organizado. Esse processo visa criar e fortalecer conexões entre cientistas, formuladores de políticas, gestores e usuários dos serviços, de modo que a ciência oceânica possa fornecer grandes benefícios aos ecossistemas marinhos e à sociedade. Ele facilitará o aprendizado mútuo entre pesquisadores e comunidades de partes interessadas, assegurando uma comunicação consistente entre eles.


Participamos do Workshop Preparatório para a Década da Ciência Oceânica

que ocorreu em novembro de 2019 no Rio de Janeiro. Conseguem localizar a gente?


A Década do Oceano é de todos e para todos! Estão prontos para mergulhar nela?


Ok, já entendi, e como faço para participar?


  • Se prepare! Tem muita coisa sendo planejada (no Brasil e no mundo todo) e todas elas vão precisar da opinião e atuação de quem também se sente mobilizado por esse tema.

  • Compartilhe suas ideias! Colabore com quem também está pronto para atuar nessa Década.

  • Participe das oficinas regionais de planejamento, que já irão começar no próximo semestre. Fica ligado nesse site

    para saber mais.

  • Ative suas redes: consulte pessoas interessadas, compartilhe informações acessíveis sobre a Década, e identifique oportunidades de investimento e mobilização de recursos.

  • Junte-se à Década: registre sua organização em https://www.oceandecade.org/

    .


Acompanhe nossas redes sociais e nosso site

! Divulgue a Década e suas atividades.

Sobre a autora convidada:


Pesquisa e comunica processos participativos para a conservação do oceano. É membro do Comitê de Governança Nacional, Jovem Embaixadora do Oceano Atlântico no Brasil (@queridoatlantico

/ @AllAtlanticYouth) e co-fundadora da @bloom.ocean
: agência de mudança para pessoas, projetos e negócios ligados ao oceano. É pesquisadora do Plano de Monitoramento e Avaliação do Lixo no Mar para o Estado de São Paulo
, contribui com o Grupo de Trabalho de Empreendedorismo em Ciências do Mar (@gtecienciasdomar
) e é conselheira da Liga das Mulheres pelos Oceanos (@ligadasmulherespelosoceanos
).


#décadadooceano #onu #desenvolvimentosustentável #mctic #janamdelfavero #descomplicando #oceandecade #convidados #ioc #unesco #marianaandrade



0 visualização

RECEBA NOSSOS EMAILS

whatsapp-logo-1.png

Clique no ícone e entre no nosso Grupo do Whatsapp!

© 2019 por Bate Papo com Netuno. Criado com Wix.com por Júlia Gonçalves

  • Preto Ícone Twitter